cidade-sobral-ceara

Sobral é um município brasileiro do estado do Ceará. É a maior economia do interior do Ceará e a 8ª maior economia do interior nordestino. É também o maior centro universitário do interior do Ceará. Com uma população de 199 750 habitantes é o quinto município mais povoado do estado e o segundo maior do interior, atrás apenas de Juazeiro do Norte.3 Tem uma taxa de urbanização de 88,35%.

Sobral é o segundo município mais desenvolvido do estado do Ceará, atrás apenas de Fortaleza, de acordo com o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Sobral também é líder em trabalhadores com carteira assinada no interior do Ceará e possui a quarta maior arrecadação em ICMS do Estado, atrás de Fortaleza, Maracanaú e Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. A cidade também é destaque nas exportações, sendo o único município do interior que compete com a Capital a liderança nas exportações do Estado. A cidade de Sobral é considerada, de acordo com o IBGE, uma Capital Regional.

O clima de Sobral é tipicamente tropical, quente e seco, com uma temperatura média de 30 graus celsius e com uma altitude de 70 metros. Sobral localiza-se a 238 quilômetros de Fortaleza, a qual conecta-se também por uma ferrovia, atualmente usada sobretudo pelo Grupo Votorantim. O acesso rodoviário é feito pela BR-222, que liga o Ceará ao Piauí e, consequentemente, ao Maranhão e ao Pará.

A cidade ficou conhecida internacionalmente por ter sido o local de comprovação da Teoria da Relatividade de Albert Einstein, em 1919. O sítio urbano de Sobral foi tombado como patrimônio cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1999.

A cidade de Sobral foi apontada por 2 vezes (2011/12 e 2013/14)pelo guia de investimentos estrangeiros editado pelo grupo jornalístico britânico Financial Times como uma das 10 cidades do futuro da América, a única cidade brasileira do seu porte.

Fotos de Sobral

Etimologia

O topônimo Sobral é uma alusão à freguesia de Sobral, no concelho de Mortágua, pertencente ao distrito de Viseu, Portugal. Sobral é uma palavra, de origem latina, que significa abundância de sobreiros (uma espécie de árvore de cujo tronco se extrai a cortiça). Já o topônimo Caiçara vem do tupi e significa o que se faz de pau queimado. E o topônimo Januária é uma alusão à Princesa Januária, irmã do Imperador D. Pedro II.

Sua denominação original era Caiçara, Vila Distinta e Real de Sobral, Fidelíssima Cidade Januária de Acaraú e desde 1842, Sobral.

História

As terras às margens do rio Acaraú eram habitadas por diversas etnias índigenas, dentres elas os: Areriú, Jaibaras entre outras.

Com a emigração de fugitivos que fugiam dos portugueses após a rendição dos holandeses pelo Tratado de Taborda no século XVII e ao redor da Fazenda Caiçara, surgida em 1726, foi fundada por Antônio Rodrigues Magalhães uma fazenda que convergia com as rotas das boiadas na época da carne de charque.

Nas terras da Fazenda Caiçara foi em 1756 edificada a Matriz da Caiçara e ao redor desta aglutinou-se um povoado. Depois foi construída a Igreja do Rosário e do Bom Parto, e ao redor destas surgiram moradias.

Destas iniciativas surgiram a povoação chamada Caiçara, até quando esta foi elevada à categoria de vila em 1773 com a denominação de Vila Distinta e Real de Sobral14 e recebeu foros de cidade em 1841

Na segunda metade do século XVIII com o sucesso econômico da Charqueada, o desenvolvimento de Sobral chegou a superar o de Fortaleza, sendo assim, nesta época, uma das mais importantes cidades do Ceará, junto com as cidades de Icó e Aracati. Sobre essa indústria, cf. FREITAS, Vicente. BELA CRUZ – biografia do município. Florianópolis: Bookess Editora, 2012. pp. 37 a 46.

Sobral era o centro intermediador dos produtos agrícolas da Serra da Meruoca e da Serra Grande para o resto do estado do Ceará e para o estado do Piauí.

Em 1861, foi proibido o sepultamento nos arredores das igrejas e desta forma criado o primeiro cemitério de Sobral, o Cemitério de São José.

Foi um dos centros abolicionistas do Ceará desde 1871. Quando foi proclamada a libertação dos escravos em 1888, a cidade já não tinha nenhuma pessoa escravizada desde 2 de janeiro de 1884, tendo sido a 23ª cidade do Ceará a aderir ao movimento abolicionista.

Com as secas de 1877 e 1879, foi iniciado o projeto da Estrada de Ferro de Sobral com o intuito de ligar Sobral a um porto, no caso Camocim e assim criar um escoadouro dos produtos da Serra da Meruoca e da Serra Grande e dar a Princesa do Norte uma maior assistência devidos aos problemas gerados pela seca. Com isto foi inaugurada, em 1882, uma estação de trem, o que veio consolidar Sobral como centro urbano e comercial.

Com a ascensão da economia do algodão, no século XX, a industrialização chega a Sobral, onde foi instalado uma indústria de beneficiamento do algodão (Companhia Industrial de Algodão e Óleo) e uma de tecelagem (Fabrica de Tecido Sobral)

Em 1919, Sobral, junto com a Ilha do Príncipe em São Tomé e Príncipe, foi o palco de uma importante confirmação da física. A Expedição Britânica do Eclipse Solar, liderada por Arthur Stanley Eddington se deslocou para os dois lugares a fim de comprovar (graças ao eclipse solar de 29 de maio de 1919) a distorção que a luz sofre ao chegar no Planeta Terra. Com tal confirmação, Albert Einstein pôde comprovar sua Teoria da Relatividade. No dia do eclipse a Ilha do Príncipe apresentou mau tempo o que prejudicou e muito o trabalho. O céu estava bastante nublado, fazendo com que apenas duas das várias fotografias efetuadas apresentassem imagens de estrelas. Já em Sobral as condições meteorológicas foram muito melhores. Aqui foram obtidas sete boas imagens do fenômeno.

Como lembrança de tal fato, foi construído na praça da Igreja de Nossa Senhora do Patrocínio, um monumento e posteriormente um museu, chamado de Museu do Eclipse, que homenageia a cidade e os físicos e astrônomos que participaram da descoberta.

Em 1924, no território de Sobral foi inaugurado mais uma estação de trem(Jaibaras).

Na segunda metade do século XX, Sobral consolidou a Princesa do Norte como potência regional devido a ligação desta a Capital da Terra da Luz, via os caminhos de ferro. Em 1950, a Estrada de Ferro de Itapipoca alcançou Sobral, e mais uma estação de trem é construída nas terras sobralenses, estação Humberto Monte.

Formação administrativa

Em 1757 Sobral já figurava como distrito, e foi elevado à categoria de vila com o nome de Sobral em 1773, e sua sede foi na povoação Caiçara, desmembrada de Fortaleza. Em 1841, foi elevado à categoria de cidade com o nome de Januária de Acaracu. Em 1842 o município Januária do Acaracu mudou o nome para Sobral. Em 1843 é criado o distrito de Santo Antônio. Em 1911 o município aparece com 4 distritos: além da sede, tinha os distritos de Cariré, Jordão e Santo Antônio do Aracatiassu. Em 1929 é criado o distrito de Riacho do Guimarães. Em 1920 Sobral anexou o extinto município de Meruoca (que virou distrito de Sobral). Em 1931 Sobral anexou o território do extinto município de Cariré (que voltou a ser distrito). Em 1933 Sobral apareceu com 10 distritos: Sobral (sede), Caracará, Cariré, Forquilha, Meruoca, Riacho dos Guimarães, Santa Maria, Santo Antônio do Aracatiassu, São José e Taquira (Jordão não aparece na lista). Em 1935 Cariré se emancipa de Sobral e anexa o distrito de Riacho dos Guimarães, e o distrito Taquara mudou o nome para Recreio. Em 1937 São Vicente e Jordão se tornam distrito de Sobral. Em 1938 São José muda o nome para Patriarca, São Vicente vira Jaibaras, Santo Antônio do Aracatiassu reduz o nome para Santo Antônio, e Recreio é rebaixado a povoado, e parte de seu território é anexado ao município de Palmas. Em 1943 mais mudanças de nome: Santa Maria vira Taperuaba e Santo Antônio vira Aracatiaçu. Em 1951 Meruoca se emancipa de Sobral, e em 1957 é criado distrito de Olho d’Água, e ainda no mesmo ano é criado o distrito de Trapiá, desmembrado de Forquilha. Em 1963, é criado o distrito de Bonfim, e no mesmo ano, Aracatiaçu se emancipa de Sobral e anexa o distrito de Caracará, e Forquilha se emancipa de Sobral, muda o nome para Francisco Monte e anexa o distrito de Trapiá. E 1964 é criado o distrito de Caioca. Em 1965 Sobral anexou os extintos municípios de Aracatiaçu, Taperuaba, Forquilha (ex-São Francisco do Monte), pois nenhum pôde ser instalado. Em 1985 Forquilha se emancipa de Sobral e anexa o distrito de Trapiá. Em 1989 é criado o distrito de São José do Torto. Em 1998 é criado o distrito de Aprazível. Em 2003 é criado o distrito de Patos.

Hierarquia urbana

A cidade de Sobral exerce forte influência sobre todo Norte do Ceará, e áreas do estados do Piauí, sendo um importante centro de compras e serviços regionais. De acordo com o IBGE a cidade de Sobral, subiu um nível na escala de influência e hierarquia nas cidades brasileiras e se tornou Capital Regional. Sobral agora faz parte do seleto grupo de 70 cidades em todo o Brasil que compõe a categoria “Capital Regional”, com área de abrangência de 162 elementos. De todas as cidades do Estado, excetuando a capital, foi Sobral quem mais consolidou sua área de influência. Somente na cadeia direta, são 29 cidades que compõe a rede sobralense.

Infraestrutura

A maior concentração populacional encontra-se na zona urbana. A sede do município dispõe de abastecimento de água, fornecimento de energia elétrica, serviço telefônico, agência de correios e telégrafos, serviço bancário, hospitais, hotéis e ensino de 1°, 2° graus e nível Universitário.

O Rio Acaraú marca a paisagem do município cortando o distrito sede ao meio. Em épocas de chuvas fortes as águas transbordam alagando os bairros vizinhos ao rio.

Lazer

A sede do município, a cidade Sobral, foi considerado pela revista especializada em turismo da Editora RMC de São Paulo como uma das melhores cidades do Brasil quanto a qualidade de vida, acima do padrão da maioria das cidades cearenses. Essa qualidade de vida é demostrada no baixo índice de violência, alto nível cultural representado pelos seus inúmeros espaços (Museus, Bibliotecas, Teatros), além de seus locais para lazer e prática de esportes como:

Parque da Cidade

Inaugurado em 4 de julho de 2004, consiste em um parque ambiental para a requalificação do trecho do riacho Pajeú, compreendido entre a avenida do Contorno e a avenida José Euclides Ferreira Gomes. Construído numa área de aproximadamente 70 mil metros quadrados, integra áreas importantes como os bairros do Junco, Colina e Campos dos Velhos.

O parque conta com área de esportes radicais denominada Skate Park, local criado pela prefeitura para o desenvolvimento desse esporte, sua inauguração contou com o show do grupo de rock Charlie Brown Jr., que por si só já virou um grupo marcado pela prática de skate. Através do skate jovens de Sobral trocam a criminalidade pela prática de esportes. Em 2007 Sobral sediou o Campeonato Brasileiro de Skate Profissional, contando com a participação dos maiores skatistas do Brasil.

Além desse equipamento, o complexo conta ainda com um anfiteatro, cinco playgrounds, oito estacionamentos com aproximadamente vinte vagas cada um, 414 bancos, 29 mesas de xadrez, 22 mesas de piquenique, 19 quiosques, 1.800m de pista de cooper, um campo polivalente para esportes e três quadras de vôlei de areia.

A intenção principal deste projeto é viabilizar a manutenção do riacho Pajeú, como mais uma ação de preservação da Lagoa da Fazenda que se encontra no meio da cidade.

Parque de Bicicross

No Parque de Bicicross é possível a prática de manobras durante uma corrida em uma pista cheia de obstáculos com uso de bicicletas modificadas já para este esporte. A construção deste parque foi uma iniciativa da prefeitura.

Margem Esquerda

Inaugurada em maio de 2004, a margem esquerda do rio mostra que a tecnologia é capaz de gerar harmonia entre o moderno e o rústico da área tombada do município. Espaço para caminhadas, quadras de esportes, campo de futebol, campo para prática de beisebol, e anfiteatro tornaram o local um dos principais pontos de diversão dos sobralenses. Além de ter uma visão espetacular da Igreja da Sé, Igreja das Dores e do Rio Acaraú que corta a cidade em duas partes.

North Shopping Sobral

Inaugurado em 3 de maio de 2013, possui cerca de 150 lojas e 5 salas de cinema a serem inauguradas, em área bruta locável de 18.244,41 m².

Margem Direita

Com um show de Raimundo Fagner, a Prefeitura de Sobral inaugurou, no dia 26/01/12, as obras de urbanização da Margem Direita do Rio Acaraú. Foram entregues pelo prefeito Clodoveu Arruda o Largo da Igreja de São Pedro, pavimentação e passeios no entorno da Igreja, iluminação estilizada nas áreas urbanizadas, além de internalização das fiações aéreas no bairro. Tudo isso deu ao espaço um aspecto para Margem Direita do Acaraú a exemplo do que já acontece na Esquerda, que tem modernos projetos arquitetônicos e de paisagismo, a exemplo do Museu Madi. As obras da Margem Direita também garantem uma estrutura de serviços, como drenagem e esgotamento sanitário, implantação de ciclovias, calçadões, arborização, espaços de lazer, ancoradouro para canoas e barcos e via paisagística para veículos na extensão da margem, nos percursos entre a ponte Othon de Alencar e a Rua Itália com a Dom Expedito,que foram complementadas com vias de passeio e áreas paisagísticas.As obras, que beneficiam uma extensão de 800 metros, visam atender toda a população sobralense, priorizando os moradores da Margem do Acaraú

Lagoa da Fazenda

Por muitos anos, a Lagoa permaneceu sendo ponto de lazer dos habitantes de Sobral, que vinham se beneficiar da amena aragem do lugar e contemplar os perfumados aguapés. Entre 1987 e 1990, foram iniciadas obras de recuperação, saneamento e urbanização da Lagoa, transformada em Parque Ecológico inaugurado em outubro de 1993. O Parque, que ocupa uma área de 19,2 hectares, possui: o Ginásio Poliesportivo Plínio Pompeu de Magalhães, administrado pela UVA, com capacidade para 2 mil pessoas, um bosque, área de lazer com restaurantes, play-ground, pista de cooper, quadra de esporte aberta e espelho d’água natural da Lagoa da Fazenda.

Turismo

O turismo também é uma das fontes de renda de Sobral, devido as belezas naturais, o centro histórico da sede do município, bem como diversos museus. Destacam-se como principais pontos turísticos de Sobral:

Museu Dom José

Construído pelo Major João Pedro Bandeira de Melo em 1844, o prédio em estilo império é integrante da Segunda Fase dos sobrados sobralenses. Ao início da década de 1940 passou a ser o Palácio Episcopal de Dom José, permanecendo assim até o final da década de 1960.

Fundado oficialmente por Dom José Tupinambá da Frota em 29 de março de 1951, o Museu possui um valioso acervo adquirido entre os anos de 1916 e 1959. Dom José recolheu peças em Sobral, e outras regiões do Ceará, do Maranhão, do Pará e do Amazonas chegando, atualmente, a compor um acervo com mais de 30.000 peças, além de uma coleção numismática com 20.394 moedas.

O Museu Dom José possui coleções de porcelana, cristal, imaginária, mobiliário, paleontologia, etnologia, arqueologia, armaria, numismática, indumentária, ourivesaria, iconografia, adereços e acessórios. É uma instituição ligada à arte, nacional e européia, dos séculos XVII, XVIII e XIX. Hoje é considerado o maior Museu do Ceará e um dos maiores do Brasil em Arte-Sacra e Arte Decorativa, tornando-se assim, um magnífico painel da história social de Sobral e municípios norte-cearenses.

Teatro São João

Construído entre 1877 e 1880 por iniciativa de particulares da Sociedade Cultural União Sobralense, sendo assim o segundo Teatro mais antigo do Ceará. Em 1983, o Teatro foi tombado pelo Patrimônio Estadual sendo o primeiro monumento tombado do município e, em 12 de agosto de 1999, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), sendo completamente reformado entre os anos de 2000 e 2004 por um levantamento arqueológico feito pelo Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco e reinaugurado no dia 29 de dezembro de 2004.

Após o resgate histórico de sua arquitetura original, o Teatro com capacidade para 300 pessoas, recebeu melhorias na sua estrutura com a instalação de modernos equipamentos de iluminação, cenotécnica, sonorização, acústica e um completo sistema de refrigeração e mobiliário

Em estilo arquitetônico neoclássico com palco tipo italiano e platéia em formato de ferradura com balcões, o teatro São João foi construído acompanhando a tendência européia que foi adotada em vários teatros do Brasil e tornou-se importante referencia histórica, cultural e artística do Estado.

Igraja da Sé

A antiga Matriz construída provavelmente em meados de 1700, pelo cura Antonio de Carvalho e Albuquerque foi demolida pelo Padre João Ribeiro Pessoa devido as péssimas condições em 1777. Mais tarde, quando Sobral já se eleva a Vila, foi autorizada pelo Visitador Manuel Antonio da Rocha a construção de uma nova igreja, sendo lançado a pedra fundamental da atual matriz a 02 de novembro de 1778. O seu frontispício é um dos mais bonitos do Ceará. Notável pórtico com arco de pedraria lavrada em liós, importada de Portugal.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretinhos

A atual Igreja do Rosário foi construída em 1767 pela irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Sobral, em substituição ao nicho de taipa que havia em homenagem a Senhora do Rosário. Era comemorado no período da festa de N. Sra do Rosário, a coroação dos reis do Congo, nome dado aos festejos. A última vez que, em Sobral, se realizou esta festa foi em janeiro de 1889, após a abolição da escravatura, os negros continuaram a tradição do Reisado Africano por algum tempo.

A Igreja do Rosário, a mais antiga de Sobral, sofreu algumas modificações por iniciativa do então vigário geral Pe. José Tupinambá da Frota, tais como as ampliações laterais em 1914 . Em 1926, já como bispo, Dom José mudou o piso de tijolos por ladrilhos hidráulicos e mandou retirar as tribunas laterais típicas do século XVIII. Entre 1941 e 1942 foi reformado o altar mor conforme projeto do italiano Agostinho Balmes Odisio.

Câmara Municipal

Edificada em meados do século XVIII, o andar térreo era ocupado pela cadeia e o andar superior pela Câmara de Vereadores.

A Primeira Sessão realizada na Câmara foi a 05 de julho de 1773, data em que a localidade de Caiçara foi elevada à categoria de vila com o nome de Vila Distinta e Real de Sobral.

Casa do Capitão Mor

Encontra-se no núcleo que deu origem à cidade de Sobral, uma das mais antigas casas da cidade que pertenceu ao Capitão Mor José de Xerez Furna Uchoa, provavelmente construída em 1772, embora esta não fosse sua residência principal, pois sua morada oficial era no Sitio Santa Ursula, na Meruoca, assim, servia-lhe apenas de apoio nas suas vindas para Sobral. José de Xerez foi vereador da primeira Câmara da Vila Distinta e Real de Sobral e Juiz de órfãos. Ao visitar a França, recebeu do Duque de Choiseul mudas de café que trouxe e plantou em seu sítio. Maria Thomazia, bisneta, recebeu grande destaque em todo o Ceará ao tornar-se a presidente da Sociedade das Senhoras Libertadoras do Ceará, instituição que lutou pela abolição da escravatura do Ceará.

Casa da Cultura

Casarão construído pelo Pe. Francisco Jorge De Sousa, por volta de 1856. Após sua morte, o prédio foi vendido ao Senador Francisco de Paula Pessoa, e por longos anos foi residência das famílias Paula Pessoa / Figueredo, reconstruindo em 1897, guardando suas linhas arquitetônicas originais.

Sobre os escombros do tradicional “Solar dos Figueiredos”, A Casa da Cultura de Sobral surge. Hoje, a Casa abriga a Secretaria de Cultura e Turismo de Sobral e a Casa da Cultura onde dispõe-se de galerias, sala de cine-vídeo, atelier e espaço de convivência.

Escola de Música Maestro José Wilson Brasil

Prédio do final do século XIX, pertenceu a Francisco Juvêncio de Andrade, cirurgião dentista, nasceu em Santana do Acaraú a 25 de março de 1881. A casa foi herdada por sua filha, Ana Rodrigues de Andrade.

Após um processo de reforma, a casa recebeu o nome do Cônego José Egberto Rodrigues de Andrade, filho de Ana Rodrigues. Atualmente, o espaço abriga a Escola de Música de Sobral José Wilson Brasil, homenagem a um dos fundadores da Banda de Sobral e um dos grandes conhecedores da história do Município.

Inaugurada em 2003, a Escola dispõe de uma moderna infra-estrutura com capacidade para aproximadamente 700 alunos, compõe a Banda de Música, o Coral Vozes de Sobral e a Orquestra Jovem de Sobral. A Escola oferece cursos de Violino, Viola, Contrabaixo Acústico, Violoncelo, Teclado, Contrabaixo Elétrico, Bateria, Percussão, Guitarra, Saxofone, Flauta Transversal, Clarinete, Trompete, Trombone, Flauta Doce, Violão Clássico, Violão Popular, Canto e Coral atendendo prioritariamente aos estudantes da Rede Pública de Ensino,

Arco de Nossa Senhora de Fátima

Situado na Av. Dr. Guarany, é um dos monumentos que mais caracterizam a Cidade. Foi Construído por iniciativa de Dom José, em 1953, como marco da visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima a Sobral. O Arco foi projetado por Falb Rangel e executado por Francisco Frutuoso do Vale.

Museu do Eclipse

O Museu do Eclipse foi criado em 1999 pela Prefeitura Municipal de Sobral para comemoração dos 80 anos do fenômeno que ajudou a comprovar a Teoria da Relatividade do físico e matemático Albert Einstein, ocorrido na manhã do dia 29 de maio de 1919.

Em exposição permanente, painéis contendo mapas e fotos da cidade de Sobral na época do Eclipse, dos integrantes das comissões brasileira e estrangeira para observação do fenômeno, instrumentos utilizados pelos cientistas e um telescópio adaptado com uma câmera digital de alta resolução, sendo este, considerado um dos aparelhos mais potentes do Norte e Nordeste do país.

O Museu é hoje um ícone de divulgação histórica e cientifica da Região Nordeste do Brasil, estando acessível para visitantes de todas as idades e estudantes de todo o país.

Palácio de Ciências e Línguas Estrangeiras

Inaugurado como Grêmio Recreativo Sobralense, em 1926, o Palace foi palco de espetáculos sofisticados durante seu período de funcionamento. Esta obra se enquadra no ecletismo arquitetônico, estilo originado na França em meados do século XIX. Funcionou como Fórum de Justiça Dr. José Sabóya de Albuquerque até janeiro de 1997. Hoje, após ter sido restaurado pela Prefeitura Municipal de Sobral em 2000, constitui o Palácio de Ciências e Línguas Estrangeiras, onde funcionam cursos de Inglês, Espanhol e Informática atendendo, principalmente, aos alunos de escola pública.

Vídeo sobre a cidade de Sobral

Mapa da cidade de Sobral